Coral Beauty

Coral Beuaty (Centropyge bispinosus)

Habitat: Norte e ocidente do oceano Índico e mar vermelho.
Temperatura ideal: 26ºC
Densidade ideal: 1.022
Alimentação: Ração, invertebrados e algas.
Iluminação: Aquário iluminado, mas com pouca luz do Sol.
Agressividade: Pacífico
Decoração: Rochas e corais.
Localização do peixe no aquário: Qualquer local.
Tamanho máximo do peixe: 12 cm
Tamanho mínimo do aquário: 150 litros

Características: O Coral Beauty (Centropyge bispinosus) é um peixe muito atrativo, com cores muito vibrantes. Além disso, é um peixe que apresenta boa resistência. Na maior parte dos casos, esse não é um peixe agressivo, porém ele pode fazer valer a sua posição dominante em aquários pequenos, especialmente quando eles são os habitantes mais antigos do aquário. Este peixe é  propenso à dar algumas beliscadas em alguns corais, por isso, é necessário oferecer ração e grande variedade de alimentos.

Centropigue Bicolor

Centropigue Bicolor (Centropyge bicolor)

Família: Pomacanthidae

Temperatura: 24 – 27ºC
Densidade da água: 1,023 – 1,025 Dh
Tamanho: 15 cm

Características: O Angelfish bicolor (Centropyge bicolor) é um belíssimo e inconfundível peixe de exuberante coloração. Deve-se adicionar esse peixe apenas em aquários bem estabelecidos, com rochas vivas e estabilizado biologicamente, pois o Angel bicolor deve ter espaço para pastar até se acostumar com alimentos granulados. Deve-se oferecer artêmia e alimentos com spirulina. Não é o anjo mais indicado para aquários de recifes, pois ele tem o instinto de “beliscar” o tecido de alguns corais, porém é muito capaz de viver em aquários onde haja mushroom’s e zoanthus. Ótimo para aquários comunitários e que se adapta a qualquer tipo de ração. Varie a dieta para que peramaneça com a coloração bem definida.

pH: 8,0 – 9,0

Yellow Tang

Yellow Tang (Acanthurus Pyroferus)

Habitat: Oceano Índico e Pacífico
Tamanho: 20 cm 
Ph : 8,1 – 8,4
Temperatura : 22 –  27ºC
Salinidade: 35%
Aquário mínimo: 350 litros
Manutenção :Fácil
Circulação: Média/Forte
Decoração: Rochas e/ou corais e plantas. Territorial
Alimentação : Artêmia viva, algas filamentosas, macroalgas, congelados, patês, ração e vegetais.

Localização do peixe no aquário: Qualquer local.

Agressividade:

Alimentação: Ração, invertebrados e algas.
Iluminação: Aquário iluminado, mas com pouca luz do Sol.

Blue Tang

Blue Tang (Paracanthurus Hepatus)

pH: 8,1 – 8,4
Temperatura : 22 – 29ºC
Salinidade: 35%
Manutenção: Média
Aquário mínimo: 450 litros
Circulação:
Forte
Agressividade : Pacífico
Alimentação: Zooplâncton, algas filamentosas, microalgas, esponjas, macroalgas, pedaços de peixe, camarão, carne, congelados, patês, ração.
Características: O Blue Tang é um peixe encantador, porém sensivel a Íctio, portanto é aconselhável colocá-lo em quarentena antes de soltá-lo no aquário principal. Os Blue Tangs começam a vida com a cor amarela, depois ficam azuis com sua cauda amarela e finalmente ficam totalmente azuis.

Peixe Leão

Peixe Leão (Pterois Volitans)
Habitat: Oceanos Índico e Pacífico
pH: 8,1 – 8,4
Temperatura: 24 – 28ºC
Salinidade: 35%
Manutenção: Fácil
Alimentação: Comida viva (peixes, crustáceos). Pode ser treinado para comer ração e comida congelada.
Características: O peixe leão pertence à família Scorpaenidae, e como tal, é um peixe venenoso. Ele possui diversos espinhos nas nadadeira dorsais, capazes de injetar veneno. Felizmente, o veneno não é fatal aos seres humanos, mas pode causar desde dor e inchaço a fortes reações alérgicas, exigindo hospitalização da vítima. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de fazer manutenções no aquário. Ele também é um predador voraz, e irá devorar camarões e peixes menores. Apesar disto, ele é um peixe muito calmo e tranquilo, convivendo tranquilamente com corais e outros peixes que não caibam na sua boca. A coloração pode variar de acordo com o indivíduo e a região de origem. De modo geral, no mercado são encontrados mais comumente o Black Volitans, com marcações na pele mais escuras, tendendo para o preto ou mesmo pretas, e o Red Volitans, com marcações mais avermelhadas.
Aquário: Deve ter um tamanho razoável (pelo menos uns 300 litros) e um bom sistema de filtragem e manutenção, já que ele é um peixe que cresce e come bastante e, portanto, acarreta uma alta carga orgânica ao aquário.